Chagar ao mirante do Parque Nacional da Chapada Diamantina e curtir a infinita visão do pico do Esbarrancado (1700m de altitude) é a mais nova aventura que o Bistrô da Onça propõe para quem busca a emoção, a energia e a imensidão da Chapada.

A panorâmica é completa, ao norte o Morro do Pai Inácio, o Morro do Camelo, ao sul todo o Pati. E se de um lado se vê além do Morro Branco do Capão, com meia volta para o oeste, a Serra do Barbado vai se escurecendo e o contraluz ganha os contornos de um intenso pôr do sol.

Trilha nível intermediário. Duração: 5/6 horas

Consulte-nos para agendamento, guias e pacotes. 

Chapada Diamantina  

A Chapada Diamantina, além do Parque Nacional que recebe o mesmo nome, é uma extensa cadeia montanhosa que cruza o estado da Bahia, sentido norte/sul. A Chapada abriga diferentes biomas como a Caatinga, Cerrado e a Mata Atlântica. Dessa fusão emergiram paisagens incríveis como montanhas, vales, piscinas naturais, cachoeiras e cavernas com formações calcárias, algumas com pinturas rupestres e até o pantanal do Marimbus/Lençóis.

A importância ecológica da Chapada levou à criação do Parque Nacional nos anos 80, transformando-a em rota obrigatória para os amantes de ecoturismo, turismo de aventura, observação de pássaros e ciclismo.

A história local é marcada pelo próspero ciclo econômico do garimpo de diamantes. Com a descoberta das primeiras jazidas no final do século XVIII a região se transformou drasticamente e atraiu enormes contingentes de trabalhadores em busca de pedras preciosas. A rica arquitetura local é reflexo da opulência econômica gerada pelo diamante e parte dela é tombada como patrimônio nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (IPHAN), Lençóis.

A Chapada apresenta grande influência da cultura africana oriunda do trabalho escravo que era usado no começo da era diamantina. 53 comunidades quilombolas remanescentes estão certificadas pela Fundação Cultural de Palmares. A representatividade afro está fortemente presente na culinária com pratos como o Godó de Banana (picadinho de carne e banana verde), na religiosidade, com os cultos Jarês, na musicalidade e na Capoeira.

As várias atrações naturais do Parque estão distribuídas pelos municípios de Lençóis, Palmeiras, Mucugê, Andaraí, Ibicoara e Iraquara.